s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Rivanilda Odara
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
rivaodara@gmail.com
Biografia

Maria Rivanilda dos Santos 

Nascimentos  3 de. Janeiro de 1948. Aracaju. Sergipe. Brasil.
Professora de matemática. Jubilada y. Química. Industrial, Escritora. Y poeta desde Los 12. Anos com um total de 600 poemas Escritos. En antologias ,periódicos . Mas. No tengo livro publicado. Participações. Em vários. Países. Nós enviou de poetas Peru. cappuly, Cuba, La Isla. Em verso, Colombia, Argentina, México, Ecuador. Concursos. De poetas. Em minas. Gerais São Paulo. No.  Brasil. Dime. Cantos  poemas. Enviar-te.

 

O  TEMPO PASSA 

O  tempo   passa 
passa  assim  bem   devagar 
e quando    você vai ver 
a idade  estar a chegar 
    E o tempo  passa 
E  o  tempo  , passa  sem  parar 
quando  você vai  ver  
é tarde  para lamentar 
     E o tempo   passa 
e com ele    a caminhar 
a nossa  mocidade 
que    o tempo   vai  apagar 
      E o tempo passa 
e não podemos    nos  queixar 
quem  ficar    parado  no tempo 
não verá      passar 
passa tempo  e o tempo passa  
nossos anos   de vida 
que o tempo  irá levar 

 

SAUDADE 

Saudade    palavra   triste 
quem sentiu   não esqueceu 
saudade   de alguém ou coisa  querida 
que passou ou  não reviveu 
      saudade  de alguém   distante 
saudade   de alguém  que ama 
saudade  da pessoa querida 
que  por  esse  mundo anda 
    saudade  de  um lugar  querido 
saudade   que lá  deixou 
saudade  de tudo de bom 
que   nesse   lugar   encontrou 
      saudade   , saudade ,  saudade 
palavra   difícil   de esquecer 
saudade   palavra    abstrata   
mas  que ninguém   consegue  esquecer 

 

MULHER NEGRA E POBRE 

Mulher negra e pobre 
É maioria      em nosso país 
Mulher negra e pobre 
Os poderosos aqui    assim o   quis 
     Mulher Negra  e pobre 
lembra sempre  uma favela 
São barracos    de  madeira 
Sempre em becos ou vielas 
   Mulher negra e pobre 
Vai ter muito     que lutar 
Para esta política racista 
A ela chance lhe dar
     Mulher negra e pobre 
Até  quando   vai haver 
Nesse mundo      ingrato
Sede de tanto poder 

 

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s