s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Gisile Gargioni
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
ig.gargioni@hotmail.com
Biografia

Gisiéle Gargioni

Nasceu em 04/01/1982, na cidade de Lages (SC). Reside e trabalha em Lages (SC). Poetisa e Funcionária Pública, atua como Assistente Técnica Educacional em Escola e CEIMs Municipais, há quatro anos. Tem formação na área Técnica em Informática e Webdesing. Atualmente cursa Letras: Língua Portuguesa e Língua Inglesa. Participou em “Lembranças de Uma Vida e Poemas”, de Rudy Rossi, 2014. Coletânea de Poemas “Som de Poetas”, Papel D’Arroz Editora, 2015. Antologia Poética “O Diário das Almas femininas”, Livros Sanches, 2015. Coletânea: Poemas e Textos “Grande Baile do Castelo Literário “, Vólia do Amaral, 2015.

 

ESCASSEZ DOS SONS


Sons...
Há silêncios que são bem-vindos
Chegam na hora certa.
Outros nos deixam alertas.

Há sossegos e desassossegos.
Há silêncios que nos roubam a “Paz”
Deixando-nos aflitos,
Em conflito.

Imploro por um simples tom.
Quebrando, estilhaçando este silêncio sombrio.
Que dilacera a alma,
Fazendo-me perder a calma.

Vasculho em minha mente,
Um sussurro talvez.
Perguntando-me duramente:
Será que perdi a lucidez?

A escassez dos “ Sons”,
Deixam-me perdida.
Desejando um único murmurar
Da sua voz em vida.

Gisiéle Gargioni

 

 

SOU VERSO, SOU RIMA

 

Não posso ser lida

Incompreendida talvez.

Sou feita de versos

De rimas também.

 

Há em mim uma inconstância,

Ora soneto, métrica perfeita

Oras versos livres

Voando como folha seca no jardim da vida.

 

Sem rumo vou me misturando e decomponho-me.

Entre cores mortas me perco então,

Na vastidão dos sentimentos.

 

Nas horas incertas

Nas palavras soltas...

Na solidão.



Gisiéle Gargioni

 

 

FRONTEIRA DA ALMA

Tive tanto receio
De sair de assim
O medo me consumia

Medo de sair de mim.


Foi no impulso
Que abri as janelas
Elas que eram só minhas
Fronteira da minha alma.

Naquele instante eu já sentia
A mim não mais pertencia
Eu ... não era mais eu.

Quando te amei,
Me entreguei e parti.
Quando retornei, não mais existi.

 

Gisiéle Gargioni

 

 

 


 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s