s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

MARIA DA GRAA MARTINS FORNARI
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
mgfornari@hotmail.com
Biografia

MARIA DA GRAÇA MARTINS FORNARI

MARIA DA GRAÇA MARTINS FORNARI, natural do Rio Grande do Sul e há  24 anos vive em  Florianópolis/SC. Desde cedo despertou seu interesse pelas artes e a partir de 1995, f  freqüentando vários ateliês e fazendo inúmeros cursos de aperfeiçoamento inclusive na Escola  Profissional, dedicou-se a pintura de óleo sobre tela.

 Em suas exposições sempre coloca a pintura e o poema referente a mesma.

 Escreve crõnicas e poemas e é membro diretor da Academia de Letras do Brasil/SC- Florianópolis

 onde ocupa a cadeira nº09 e cujo patrono é Ernesto Meyer Filho.

 É diretora de Eventos da Academia de Letras de Nova Trento e ocupa a cadeira nº13, patrono  Pe.Ignácio Rafael Valle Sj.

 Faz parte Oficina Literária Letras no Jardim tem por objetivo aprimorar os escritos de nossos  integrantes, estudar as formas literárias, divulgar as obras literárias elaboradas na oficina seja no  papel, internet ou rádio.

 É artesã na Associação das Mulheres Oestinas em Florianópolis.

 É membro  dos Poetas e Escritores de Amor e da Paz.

 

 

Um dia frio

Um pensamento...

A chuva fina

Tudo cala em mim

Me divide

 Ninguém decide

 Viver feliz

 Onde tudo é belo

 Nos  tons

 Nas  cores

 Sentimentos mil

 Refletindo nas flores

 Construindo sonhos

 Criando encantos 

 Sem nada ter 

 Só motivos pra ir embora

 Nessa hora

 Chora 

 A dor em mim 

 Só quero ser feliz

 No meu jardim!

 

 

*************************************

 

Quanto tenho?

Tenho tudo o que quero

Guardo as mais puras lágrimas

Da aurora da minha vida

O dia vem...a vida passa

Recordações seguem como estrelas cadentes

Não quero tormentos

Quero amar e ser amada

Morder o fruto amargo

E não cuspir

Sentir a falsidade e não ceder

Mas avisar o quanto é falso

Dizer a todos que tudo é mutável

Que a delícia da vida

Está nas coisas simples

Basta saber envelhecer bem humorada!     

 

  

Viver

Aceitar a vida sem nostalgia

Olhar mais o nascer dos dias

Perder-se entre as flores do jardim

E na espiritualidade mergulharia

Tentando reter os momentos... amar

No grande oceano da plenitude

Nas reflexões dos mistérios da vida

Viver  em liberdade,

 Aproveitando o eterno presente

E a eterna aurora

Sentir mais a brisa

Não me apegando ao efêmero

Aquecendo-me no sol da manhã

Sentindo o frescor da chuva

Sendo infinitamente mais livre e feliz.

 

 

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s