s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Jos Carlos de Avelar
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

1 = PORTAS

Portas... Portas... Quantas Portas!

Me lembro das Portas - da Porta...
E qual delas mais me im-Porta?
Será do bem? Será do mal?
Eu escolho qual Porta_l?

Por ta l vida que porta nto
a Porta o meu desencanto,
Porta dor de meus receios...
Escolho a Porta do meio

Essa é a do equilíbrio?
A que todo mundo re Porta?
...Acho melhor desta feita,
abrir a Porta à direita!

Buscando ser racional,
neste meu com Porta mento,
se eu não quiser ter perda,
então abro a Porta esquerda!

Portas, Portas, quantas Portas,
devo fechar? Ou abrir?
Muito im Porta, pouco im Porta...
Para isso tudo eu saber...
A não ser que...Ah! Já sei!
A Porta é o meu viver !!!
...
Zeca Avelar

2 = Mal_Dizendo as Chuvas

Em mils pontos nos espaços, se elevam vozes clamantes:

- Por que choves tanto - Oh chuva -
reduzindo a nada mils lavouras
que com sofrimento plantadas e construidas
e por cima - ainda ceifando mils vidas?

E a Chuva quieta - só ouvia... e sentia
e chorava sem falar nada, suas finas gotas
que molhavam as Nuvens dos Mundos
e deixava à mostra sua face \'rota\'...

E continuavam os clamantes, mais indignados que antes:

- Chuva que não visita os locais que precisam de Ti
e se concentras - sem dó ou piedade - aqui e ali
por acaso - não tem Alma nem Coração?
- Não vê as tragédias que provocas - na Televisão?

Por mais que fosse execrada
a Chuva chorava calada
deixando mais com seu choro
a Terra dos homens molhada

Enquanto isso, a Morte, tinha a demanda aumentada
e sorria feliz da vida, pois na midia era falada
E seu pensar - mortífero, mortal e afoito -
Até já imaginava, estrelando a Novela das Oito

No Alto... A Chuva continuava chorando
com suas lagrimas se espalhando mundo afora
do mesmo modo que minh\'alma que é Vento
se unindo à Chuva Amada... Ora chora!

Enquanto isso, na Terra onde Polititicos há
estes apoiados com a Mídia, dircursavam...
E os locais das tragédias visitavam...
E verbas... Mais verbas liberavam...

Os milhões de desabrigados que inda vivos
Ainda choravam sim - Mas nem tanto -
Admirados e anestesiados qu\'estavam...
Chamavam até esses Polititicos de Santos!
.
.
.
No entanto, nossa Sábia e doce Mãe Natureza
[quase que hipocritamente a chamei de \'Amada\']
Mandou - sempre kom amor - recado pelos Ventos
aos Homens com seus infundados lamentos:

- Me entopem com os piores lixos profanos,
- Minhas veias... Riachos... Rios... Oceanos...
- Matam com fogo minhas Filhas Árvores
- L e g a l m e n t e, ou por \'baixo do pano\'
- As Leis que fazem, não são as ditas em comicios,
pois são feitas sempre, em seus próprios beneficios
- Desviam as Verbas Sociais, com o apoio do Fisco
E o Povo \'Sem Educação\' \'Sem Terra\' e \'Sem Teto\',
é forçado [e incentivado] a morar em áreas de risco!

E conclui - também chorando como choram as Mães:

- Vejo sim em \'alguns\' o Amor em Solidariedade,
Mas... Não são nem de, da de, da de...
E agora? - Chorar... Orar... - Pouco adianta,
enquanto o Homem não se lembrar,
que sempre colherá o que planta !!!

Nisso o Tempo que sempre sem tempo a tudo ouvia
Como tudo o mais parou - só o som de fundo continuou
e pode se ouvir - se atenção bem prestando...
- O Soluço do Criador de Tudo - Chorando!

Levantei neste Domingo, nesta Ilha ainda chuvoso
e ao abrir minha janela, vi u\'a Butterfly amarela
Ollei para o Morro - umido - com seu verde em frente
e vi que o mesmo, me acenava sorridente
Vislumbrei nos fios que atravessam a Varanda,
Milhares de Gotas D\'Agua dependuradas
como nossas Almas puras em liquidez
Louvando O Criador de Tudo, por Tudo,
o Que Vai Fazer... Faz... e Fez !!!
...
Zeca Feliz = 23/01/2011

3 = O Som do Amor

De lá do ceu,
chegam doces sons
mas só podem ouvir,
com o coração
E junto com os sons
uma voz que diz:
- Eu amo você
a todo o instante
e para ser feliz
ame seu semelhante
Olho ao redor,
uma chuva cai
e as suas gotas
agradecem ao Pai
Na minha frente,
vejo uma paineira
que me sorrindo
mostra Deus em si
e confirmando
ouço um Bem Te Vi
A chuva cai
escondendo o sol
e as montanhas
que no horizonte
abraçam as nuvens
suas semelhantes
As pombas voam
descrevendo no ar
o sinal de PAZ
a PAZ do Senhor
Tudo isso então
enche o coração
com o mais puro amor
Emocionado
em minha face escorre
u\'a doce lagrima
o porquê não me ocorre
Quero então gritar
para os mundos mils:
- Viva o Amor...
- Obrigado Senhor!!!
...
Zeca Feliz

biografia:

José Carlos de Avelar
- nascido em u\'a pequena cidade do Estado de São Paulo [BR].
Graduado com Curso Superior em Administração de Empresas, e com Mestrado [MSc] em Educação e Cultura pela Universidade do Estado de Santa Catarina.

Escrevo por amor, tanto cronicas, quanto Artigos Diversos que versem sobre o cotidiano, e principalmente, que falem ou procurem disseminar as sementinhas de amor, que resultem na PAZ!

Como escrevo ao menos um texto por dia há decenios, tenho milhares de textos escritos, - algumas centenas deles em Sites de AlmAmigas.
Esse sou eu - um simples Zeca ou Zé!

zeca.feliz@gmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s