s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Marcia Tigani
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
Manifesto de primavera

Tantas primaveras ainda viro...
Pelas veredas de concreto armado
subversivas flores cantaro
num ciclo de vida renovado.

Tantas flores ainda iro brotar
por entre areia e pedra,e cinza e vento...
Verdejantes campos, perfumado o ar,
numa terra em transe, cio e tormento.

As chuvas de setembros insistentes,
embebendo mananciais adormecidos
sero tantas e assim to insolentes
a desafiar terrenos ressequidos.

Sero muitos os frutos da estao
a saciar famlicas e plidas crianas
num mundo desigual,sem doao
na desnutrida face da esperana.

Do solo empobrecido e degradado,
do desmatamento desenfreado da floresta,
surgiro sementes em cho fecundado:
flora e fauna germinados em cada fresta.

Animais em risco de extino,
longe do agosto das queimadas
arara-azul,tamandu,mico-leo...
No pulsar da vida, a procriao.

E mesmo longe,onde ecoa a guerra
em ridos ermos de qualquer latitude,
haver a sagrao da necessria primavera
a eternizar a vida em sua plenitude.

Fica ento decretada a primavera:
no plen das flores ,o renascer da beleza.
Eros comandando: a vida que impera,
no mgico elo entre homem e a natureza.

Marcia Tigani_ primavera 2010

O Tempo

Ento restaram-me as lembranas plidas
uma aura de nostalgia, um cu de setembro.
Na face as marcas do tempo,uma manh clida
e um que de tristeza naquilo que me lembro.

Restaram-me os cheiros doces , as imagens , um gosto
a hora exata do beijo num sonho que se perdeu
encantos da adolescncia e talvez um certo desgosto
sentimentos de alma aflita habitando um corao ateu.

As rugas_ essas valas onde habitam pedaos da memria
que insistem em se perder por entre as pedras do caminho_
so essas que escolhi para contar minha histria

E o tempo_ um homem austero com fora de menino
o mesmo que levou minhas dores e paixes
e que me transporta pr longe, l onde mora o destino.

Marc ia Tigani_ junho 2010

INSPIRAO

Basta-me o sabor magico na voz do tempo
telricas imagens,a vida como tema
em slabas bordadas com meu sentimento
como agua a brotar em forma de poema.

Basta-me a eterna nsia ,a sde e a flor
o gosto agridoce , um amargo momento
o pranto incontido,o plido riso , a cor
inspirao de prosas e rimas ao vento.

Basta-me sentir na alma ,o grito e a fome
que na frgil brancura de uma folha de papel
imprimo em tinta a dor original.

e no silencio cido das noites vazias
transpondo as barreiras do proibido
componho enfim o verso essencial.

Marcia Tigani_ abril 2010

Biografia:
Marcia Tigani
nasceu em So Paulo[sp] e aos 16 anos de idade foi morar no Rio de Janeiro[RJ] para cursar medicina.Aos 22 anos,j mdica,ingressou no Corpo Auxiliar da Reserva da Marinha, como mdica militar porem tres anos depois achou que precisava tentar novos caminhos profissionais e voltou a residir em So Paulo.Em 1993 casou-se e foi morar em So Jos dos Campos[sp] onde nasceu sua filha Gabriella,hoje com 12 anos.Trabalha em seus dois consultrios[ em Caapava e So Jos] e atua na area de psicofarmacologia dos transtornos mentais com adultos e adolescentes.Escreve desde os 9 anos de idade porem s h 1 ano decidiu faz-lo mais ativamente,publicando seus escritos no Recanto das Letras e no Orkut e participando de antologias poticas lanadas em Bento Gonalves[rs] e em Pdua[RJ].
Reside em So Jos dos Campos - SP
E-mail:

mtiganim@bol.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s