s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Jorge Lima Cardoso Junior
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
jorgelimapoeta@yahoo.com.br
Biografia

Jorge Lima Cardoso Junior
Em Belém-do-Pará: de dona Aurilda de Nazaré Favacho Cardoso, micro empreendedora do ramo modista e Seu Jorge, mestre em Karatê-dô , nascera então o poeta Jorge Lima Cardoso Junior. 
Este que começara a carreira em meio às letras a partir do ano de 2002, coordenando e escrevendo para o jornal O Corte, periódico de circulação municipal entre outras cidades vizinhas. 
Jorge Lima se mudara para o interior amazônico em função dos estudos em Letras, pela Universidade do Estado do Pará. Lugar em que militou arduamente em movimentos artístico, estudantil e de moradia. Enquanto produtor literário, ao longo de quase dez anos residindo em Igarapé-açu, era comum se apresentar em eventos culturais e durante manifestações de protesto, declamando poemas de autoria própria não muito agradáveis a um certo grupo de privilegiados. Por isso muito sofreu com perseguições políticas.
E enfim este ano [2010] Jorge Lima aparece com seus poemas publicados. Já sendo co-autor de “Alimento da Alma III”[Abril em São Paulo] e mais estas duas obras que estão prestes a se lançar: co-autor e idealizador da Coletânea “Versos d’universo Amazônico” [Agosto: Belém-Pará] e depois em “Poetas Virtuais IV\\\'
Belém - PA

jorgelimapoeta@gmail.com

 

NEM MESMO A MORTE NOS SEPARA

O que seria de mim
Se a janela do meu quarto
Resolvesse por tempo indeterminado
Manter -se fechada?
Ficando eu à parte do canto,
Do voo dos pássaros
E da mão do vento
Que traz até o meu nariz, religiosamente,
Uma porção de aroma alecrinal
do jardim vizinho.

Ah se eu nunca mais recebesse no interior
De meu quarto, pela janela,
A visita d’ amada aurora!

Preferiria me morfosear
em inseto voador
De maneira que assim eu então conseguisse
Escapar via vão do telhado.

Ainda que do lado de fora
Facilmente eu me tornasse presa
Do primeiro pássaro.

Jorge Lima [18/06/2010]

*NO CÉU BRASILEIRO HÁ MAIS ESTRELAS

Uma ilusória polêmica
Anda querendo agitar o universo futebolístico:

Argentinos tentam ostentar sobre o mundo
Que o maior astro da história
Pertence à sua Terra.
Posto que na visão deles
Neste ponto a soberania brasileira
um dia só se dera
Por que os especialistas da bola de outrora
Ainda faziam suas observações
por meio de luneta.

Que não seja por isso!
Chememos hoje a NASA com todo o seu suporte
de recursos e aparato disponíveis.

Depois de alguns cálculos entre
outras evidências,
Tais como: número de gols, fãs,
títulos conquistados etc...

...sem falar no fato
de que neste planeta
Não há outro terráqueo,
Que durante a sua ativa trajetória,
Tenha atrído mais estrelas
para o entorno do peito dos seus compatriotas.

Portanto: a suposta ideia de ter aparecido
Um outro astro que esteja acima do nosso,
Ainda não se sustenta.

Pois de acordo com a NASA,
Por “A” mais “B”
O principal astro de uma galáxia é aquele
Que consegue em seu raio de influência,
Fazer brilhar o número maior de estrelas.

Jorge Lima [01/07/2010] *em homenagem ao Pelé.

RIO DE MÃO-DUPLA II

Precisamos
sempre estar de braços abertos
para novas amizades.

Pois ao passo
que inoportuna correnteza
nos leva uma antiga mão amiga,
Logo em seguida
Bóia-nos uma outra
ao nosso alcance
Na qual a gente se salva.

Fazendo assim
Dificilmente correremos o risco
de nos afogar,
Quando as águas da vida se encontrarem
agitadas.
Mesmo que estejamos à deriva
Por sobre um oceano
de lágrimas.

Jorge Lima [16/11/2009]



 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s