s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Jorge Pinto de Oliveira
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
UM CANTO DE LIBERDADE

Sinto que ao nascer, morremos ...
Partimos de algum lugar sem bandeiras,
Para outro, que no escolhemos,
Separado por abismos e fronteiras.

Entre incontrolveis circunstncias,
Embalados em noes que herdamos,
Sacrificamos a integridade da razo
E avanamos guiados por sentimentos,
Que no consultam o corao.

E se no vigia o consciente,
Perde-se a liberdade
Por escolhas inconsequentes.

Todavia, tragada pelo tempo,
Passar toda circunstncia,
Mas, o Eu que reflete
A essencial instncia
No passar nunca;

Passar meu eu peregrino,
Fuso de etnias,
Refm de heranas genticas,
Impregnado de valores da nao,
Condenado por desejos,
Afogado num mar de ismos, de dolos,
De dogmas e premissas de crenas vs;

Passar este eu de camadas,
Capturado por aderncias
De espessa e repulsiva gosma,
Mas, Eu mesmo, no passarei.

Eu sou o que sou,
E no o que estou.
Passar o que no sou,
Pois, em verdade,
Enquanto estive,
Nunca fui.

Vivo - estou j sepultado em atade,
Obra desses tantos atributos.
Morto - estarei exonerado
Dessa viscosidade degradante,
Livre para ressurgir
E ascender a alturas culminantes.

LIVRE COMO PSSARO

Livre como pssaro...
Dizem...
Por qu? Abre vos longos?
Pousa onde almeja?

Por que no dizer --
Livre como o pensamento ?
Que a chuva no molha,
Nem o abate o vento forte,
Que dos pssaros
Excede o vo..
Na conjectura,
Na lonjura,
Na altura...

VELHOS E JOVENS
[Nada que ver com a idade]

VELHOS
− so aqueles aos quais faltaram foras
para resistir ao ltego da vida;

− so aqueles que chegaram,
que lutaram todas as batalhas;

− so aqueles que se venderam
aos prazeres do conforto e do cio.

Velhos so aqueles que deixaram fenecer o interior,
so os que perderam o ideal,
que desistiram da luta.

JOVENS
-so aqueles abenoados,
distinguidos com a vocao para o csmico!

− So os que permanecem entrincheirados
respondendo aos assaltos da vida;

− so os que, mesmo combalidos,
ainda acreditam na vitria;

− so os que entregaram sua vida
numa derradeira batalha.

Jovens so aqueles que acreditam
no destino glorioso do homem,

e mais ainda,

so os que acreditam
no triunfo da Liberdade e da Justia,
mesmo quando tudo em sua volta
parea neg-lo.

biografia:

Nota Biogrfica
Jorge Pinto de Oliveira

J Pinoli [pseudnimo, sigla de Jorge Pinto de Oliveira], nasceu na Cidade do Rio de Janeiro, Brasil,
em 6 de julho de 1935. Filho de militar, foi impedido de atender ao chamado das artes, tendo sido direcionado a cursar o Colgio Militar, onde estimulado por seus mestres, priorizou o estudo da literatura e da histria. Ao trmino dessa etapa, jovem adulto, ops-se obstinao paterna por uma carreira militar, e atrado pelo forte contedo de cincias sociais ingressou no Curso de Graduao em Administrao Pblica, da Fundao Getlio Vargas, mirando uma carreira poltica que a ditadura militar de 1964 sepultou. Enveredando pela rea tcnica, ps-graduou-se Mestre em Planejamento Energtico e Ambiental, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, tendo emprestado sua participao em diversas obras e projetos de engenharia at aposentar-se, fechado na dedicao famlia. Atualmente, integra a ONG Brasil-Link, onde milita como ativista em defesa da Cidadania e do Meio Ambiente. Seus trabalhos publicados no site http://www.scribd.com/jpinoli so recentes. Mas, como o verde que ressurge sobre gelo depois de um longo inverno, a um poeta no se cala − cedo ou tarde ele canta.

jpinoli@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s