s
s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Carlos Venttura
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
'...Dentro deste seu universo,
O que mais me encanta est perdido em meio as suas surpresas.
Ldicas delcias de ter ver menina em seu particular momento.
Mulher de versos e reversos,
Complexos.
Reflexos,
Conexos,
Vastos.
Em sua Via-Lctea,
Buscas prazeres em suas constelaes,
Onde nebulosas e orgsticas sensaes so vistas em teu cosmo.
Concentrada energia,
Que contagia o Mago,
O rei,
O Encantado.
Posso de desejos que encanta o encantado,
Livro que nunca fora lido,
O que temos so verses do que voc j traduziu.
Nos seus toque e retoques,
Em voc e em meu mundo.
De mero poeta vagabundo...'

['Pelo Telescpio' by Carlos Ventura ]

'...Imagem e semelhana da criao,
Inspirao divina.
Ante a sua beleza me calo,
Brilho raro que ofusca a minha viso.
Perfume, colorido, natureza,
Corao.
Primavera materializada,
Amante,
Amada.
Em todos os aspectos mostra que Deus feminino.Um sol sorriso no rosto,
Mostra que de vocs no somos nem o esboo,
Qui um osso.
Costela,
piada.
Acredito que no foi feita do barro e sim da poeira do cosmo,
Partculas concentradas de energia feminina,
Misteriosa esfinge,
Mulher, Menina.
To especial que tudo no mundo foi feito pra ela,
E por ela sustentado.
Quando se movimenta at o prpio tempo se mantem parado,
As flores se bailam ao sabor do vento disputando ateno quando ela passa,
Mas nada to belo.
Ela o crculo,
O elo.
Encanta,
Seduz.
E foi criada quando foi dito,
Que haja Luz!
Desde ento nos ilumina com a sua existncia...'

['Femme', by Carlos Venttura]

'...Ah! Se eu pudesse.
Ter a viso dos seus olhos.
Um poema escreveria
Todo as as manhs,
Todos Os dias.
Noites de Deleites,
Madrugadas de puro prazer,
Fantasia.
Ah! Se eu pudesse...
Desfazer o seu Coque perdendo-me em seus cabelos.
Sentir a sua pele sem o seu vestido,
Falar sussurrando em seu ouvido.
Ah! Se eu tudo isso pudesse.
Deixaria minha vida de sonhos e embarcaria na realidade da sua imensurvel beleza.
Contemplada por muitos,
Viso concedida aos Deuses.
Ver-te em colorido,
E no em esttica imagem de fotografia.
Inebriar-me em seu perfume,
Com minhas mos percorrer sua simetria.
Sentir o zumbido em meus ouvidos e o arrepio em cada toque.
Ah! Se eu pudesse...
Desfazer o seu Coque perdendo-me em seus cabelos.
Sentir a sua pele sem o seu vestido,
Falar sussurrando em seu ouvido.
Ah! Se eu tudo isso pudesse.
Deixaria minha vida de sonhos e embarcaria na realidade da sua imensurvel beleza.
Contemplada por muitos,
Viso concedida aos Deuses.
Aos Poetas s dado o dom de imaginar,
A se Eu pudesse fazer o mundo girar e conseguisse fazer voc cair em meus braos.
Nos meus abraos faze-la conhecer meu mundo de poeta Fingidor e vagabundo.
Mostrando-te que ser musa eterniza-se em nossos versos e reversos,
Sensaes contidas na libido onde o desejo lascivo misturado a palavras e versos.
Desvendando para mim seu maravilhoso e particular Universo...'

['Desejo', by Carlos Venttura]

biografia:
CARLOS VENTTURA
, nasceu em Salvador/BA. Cantor, Compositor, Poeta, Romancista, Dramaturgo.
Msico autodidata, sua paixo pela msica despertou aos 8 anos de idade.
Como tambm bem cedo deu inicio ao lado escritor e poeta.
Sua carreira teve incio ainda jovem, tocando Chorinho [Bandolim], sua grande influncia musical, herdada de sua famlia.
Se apresentou em diversos programas de TVs na Bahia entre eles :Parquinho TV Aratu, Recreio e Zs-Traz TV Itapoan.
Na dcada de 80 participou de festivais estudantis, integrando bandas, tocando guitarra e violo, compondo, iniciando parte de sua experincia.
No final dos anos 80 comeou a ser percebido pelos msicos locais. Passou a compor Rock, Blues, Jazz, MPB e outros estilos experimentais, em parceria com Luciano Factum, retratando sem sombra de dvida sua grande musicalidade.
Deu prosseguimento sua carreira, se apresentando em diversas casas e bares da cidade e em grupos teatrais, compondo e escrevendo crnicas e poesias.
Fez apresentaes com bandas em aberturas de Grandes Shows, como Rita Lee, Baro Vermelho, Lulu Santos, e Outros.
Na mesma poca escreve seus dois primeiros trabalhos literrios os livros 'Cartas aos Seus Sentimentos' e 'A Primavera em Palavras' que foram lanados em pequena escala e anos depois 2005 lanado 'A Primavera em Palavras' e 2006, 'Cartas aos Seus Sentimentos' com apoio internacional em pases de Lngua Portuguesa.
Em 1990 fixou residncia no Rio de Janeiro, dando continuidade s suas apresentaes em casas noturnas, redutos de movimentos e expoentes da msica popular brasileira.
Desenvolve e monta o projeto O projeto , 'Ciranda das Artes' que tem por objetivo levar ao pblico uma noite de cultura e arte num s evento, Msica, Literatura, Poesia e Artes Plsticas, Dana, Teatro. apresentando a arte e o talento de artistas no contemplados pela mdia convencional.
No qual divulgou e lanou grandes expoentes da Msica, Artes Plsticas, Teatro e Dana e que esto na grande mdia Hoje.
Retornou Bahia em 1997, desenvolvendo e fazendo parte de projetos musicais.
Em 2000, passou a compor sozinho um trabalho com vrias vertentes da MPB, samba, ritmos regionais e outros estilos, sempre se preocupando em manter vivas as verdadeiras razes de nossa msica, que segundo ele a mais rica do mundo.

No seu retorno para a boa terra volta a participar de Festivais e atividades Culturais, algumas em destaque:

- I e II FESTIVAL DA FM EDUCADORA DA BAHIA.
Concorreu em 2004 ao PRMIO ITA [Rumos-ITA] na categoria melhor composio indita.

- Em 2005 participou de mais um Festival de Msica da TV Cultura em So Paulo.
Faz Shows em Casas em Salvador .

Em 2006, concorreu ao 'PRMIO VISA na categoria compositor popular.
Projeto Artes Sem Fronteiras,
Fim de 2006: Escreve seu 1 o Romance 'Conjecturas' o qual fez a adaptao para o Teatro, alm da trilha sonora da pea que leva o mesmo nome
'Conjecturas'
convidado para fazer a Direo Musical do Projeto 'Vozes' da Diretora e Atriz Antonia Adorno.

2007: Monta e executa o projeto Ciranda das Artes na Bahia [Piloto] Foram apresentados novos artistas e seus trabalhos, afim expandir sua atuao para toda a cidade do Salvador e outros estados.
convidado pela Diretora e Atriz, Antonia Adorno, para fazer a Direo Musical do projeto VOZES.

Inicia o seu 3 Livro de Poemas [Os Amores que Guardei Pra Ti] Vol- I
Agosto de 2007- Funda a UNIALF- Unio dos Artistas de Lauro de Freitas] Entidade que tem como finalidade agregar todas as vertentes artsticas da Cidade de Lauro de Freitas-Ba. Divulgando e fomentando a Cultura e a Arte local e seus artistas.
Hoje Presidente de Honra da Entidade [UNIALF]

Escreve o seu 4 Livro de Poemas [Os Amores que Guardei Pra Ti] - Vol- II]
Promove e Executa atravs da UNIALF o 1 Seminrio de Msica de Lauro de Freitas e o 1 Seminrio de Artes Plsticas de Lauro de Freitas.

Participa como Delegado, representando a Cidade de Lauro de Freitas no Encontro Estadual de Cultura em Feira de Santana-Ba e se destaca com aes e projetos em prol da regio Metropolitana de Salvador e da Bahia como um todo, direcionou varias propostas que foram includas nas aes do Governo Estadual nas reas da Msica, Literatura e Artes Plsticas,
Um dos Redatores e Relator da Carta em Defesa ao Quilombo de So Francisco do Paraguau e ovacionado por toda Plenria Final na Apresentao e Leitura da Carta que foi entregue aos Representantes dos Governos Federal e Estadual.
Ainda em 2007, inicia seu Segundo Romance, um Livro de Ao e Fatos Histricos sobre os anos de chumbo.
'... Um homem,
Duas Vidas um Amor a Viso Atual Sobre as Lutas da Esquerda nos Anos de Chumbo, E a Esquerda no Poder nos Dias Atuais.
Envolvente! Emocionante!

'O RETORNO' Ttulo Provisrio'
Escreve seu novo Trabalho Musical 12 canes do seu CD 'De Todo o Corao' Que ainda no tem data prevista para Lanamento.

2008, Programa e Executa atravs de apoios e parcerias as Sries de Exposies [Pintando Histria I Em Comemorao aos 46 Anos de Emancipao de Lauro de Freitas/
Pintando Histria II Lauro de Freitas Vai a Salvador Mostrar as Suas Artes, em comemorao aos 400 anos de Fundao da Freguesia de St Amaro de Ipitanga, No Centro Cultural da Cmara de Salvador/ Histrias e Vidas Mostra individual dos Artistas da Entidade / Alm de Promover a 1 Exposio dos Renomados mestres Professores: Juarez Paraso e Mrcia Magno em Lauro de Freitas/ Foi Idealizador e Executou Juntamente com a nova Presidente da UNIALF a Artista Plstica e Designer, Thais Podleskis e sua Diretoria, do projeto Um Certo Dorival Exposio Coletiva que tem como inspirao as Canes de Dorival Cayme que Ser apresentada no Areoporto Internacional de Salvador-Ba no perodo de 11 de Fevereiro de 2009 a 02 de Maro de 2009 sendo esta a maior j realizada naquele espao.
Exposies Coletivas e Individuais que beneficiaram e beneficiam um total de mais de 20 [Vinte] Artistas emergentes e notrios, filiados a UNIALF, Exposies dentro e fora da Cidade, Divulgando seus Artistas e Histrias.
Maio de 2009 monta a 1 Exposio coletiva de Artistas Plsticos da Bahia na Austria, com o tema 'A Evoluo da Cultura Negra no Brasil e Seus Reflexos no Mundo' com os Artistas Plasticos da UNIALF
convidado Pela Prefeita Moema Gramacho para Compor a Equipe da Secretaria de Cultura para somar no Departamento de Cultura com a sua Experincia como Artista e Homem de Cultura num Projeto de Polticas Voltadas a Diversificao Cultural e implementao de Aes na valorizao dos Artistas Locais e Resgate da Cultura Popular.

Publica em Agosto na Bienal de So Paulo um dos seus trabalhos juntamente com 180 Escritores do Brasil, Portugal, Angola e Moambique, no projeto Antologias Poticas Premio Valdeck de Jeusus.

Em Dezembro de 2008 indicado atravs de pesquisa Premiado pela A ABRASA- Associao Afro-Brasileira de Dana Cultura e Arte, entidade internacional com sede na cidade de Viena-ustria, em parceria com a Universidade de Viena, como o Homem da Cultura no Brasil 2007/2008 na Categoria Associativismo Artstico Cultural,
Em prol da promoo cultural da coletividade artstica frente da UNIALF e SINDIMUSICOS- BA,Casa das Artes e outras, promovendo diversos trabalhos com artistas locais, desenvolvendo aes coletivas com diversos segmentos artsticos e pelo conjunto da sua obra Musical e Literaria.
Sua luta e seus trabalhos em prol do associativismo cultura e artistico, tm inspirado a criao de diversas entidades com a mesma diretriz da UNIALF, no Brasil, frica e Europa.
28 de Maio de 2009 em Viena-Austria no 2 ustria Brasil em Movimento, recebe o premio e participa do Forum Internacional Promovido pela ABRASA em Viena-Austria, 'A Evoluo da Cultura Negra no Brasil e Seus Reflexos no Muindo' como palestrante, falando sobre: [Movimentos Artsticos da Cultura Negra e Seus Vrios Reflexos na Contemporaneidade] e [Cultura e Artes no Contexto Associativista /A Evoluo Cultural do Ponto de Vista da Cadeia Produtiva], marca posio de destaque no frum.
Diretor do 'Sindicato dos Musicos Profissionais da Bahia' Implementou aes e Projetos com a equipe do SINDIMUSICOS-BA , no sentido de Trabalhar a Profissionalizao dos Artistas da Regio Metropolitana de Salvador .
Com ateno especial a Cidade de Lauro de Freitas, implementando fiscalizao das Condies de Trabalho do Profissional da Msica em Eventos e Shows na Regio Metropolitana.
Est montando mais um trabalho teatral seu juntamente com o Diretor Teatral, Tonni Fereira, 'SRIE DIRIA'
A srie 'Diria' uma teia amorosa,
com aes, e sentimentos, onde o amor e a paixo travam uma batalha de sobrevivncia,
em meio volpia, vises, medo, pensamentos e procura.
Um poema dividido em 10 captulos e adaptado para os palcos,
em que voc ir a cada um desses captulos, se encontrar se identificar e se perder.
Onde comea a paixo?
E onde est o amor?
Descubra!

Ativista Cultural, CARLOS VENTTURA a prova da versatilidade do Artista brasileiro, tendo respaldo para ser contemporneo de qualquer futuro que a Msica e a Poesia e as Artes venham experimentar.

carlosventtura@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s