s
s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Arimateia Macedo
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
Utopia de um nordestino...

No seria inovao pr nosso povo,
Se pairasse por aqui a temperana,
No se teria a presena da vingana,
Ouvia-se sempre o grito forte e vigoroso,
Do nosso povo pujante, amigo e talentoso,
Como sempre pulso firme e decidido,
Avanando, porm sempre comedido
Apresentando em comum esta constncia,
Imagine o Brasil ser invadido,
Por justia, caridade, e tolerncia.

A corrupo com fervor eliminada,
Juntamente com o roubo exilado,
O assalto com o seu fim programado,
A mulher pelo homem bem tratada,
A criana sem mais ser molestada,
Os idosos com futuro garantido,
O excludo andaria destemido,
Isto ocorrendo a partir de sua infncia,
Imagine o Brasil ser invadido,
Por justia, caridade, e tolerncia.

A comunidade passaria a oferecer,
O ombro amigo e seguro a cada irmo,
O poeta, a poetisa e o violo,
Vislumbrariam s o amor pr descrever,
As outras artes seguiriam este querer,
Eu que escrevo, ficaria convencido,
De que o amor realmente tinha vencido,
E dado um basta de uma vez na ignorncia
Imagine o Brasil ser invadido,
Por justia, caridade, e tolerncia.

A liberdade estaria na bandeira,
Por todos os brasis anunciada,
Junto fraternidade aclamada,
A igualdade seria a justiceira,
A sinceridade selaria a trincheira,
E todo o povo ficaria convencido,
E o abuso com o prximo extinguido,
Do mundo todo se teria a concordncia,
Imagine o Brasil ser invadido,
Por justia, caridade, e tolerncia.

Arimatia Macdo - www.arimateia.com

Comidas tpicas

Procurarei versar nesta contenda,
Sobre as iguarias tpicas brasileiras,
Algumas delas so feitas em nossas feiras,
Outras em casa ou at mesmo na fazenda.

No pouparei elogios a quem merece,
Entretanto, umas eu no quero repetir,
Se por acaso algum tentar persistir,
Se prepare pr ver o que acontece.

Do Brasil, vrios estados percorri,
Das regies, quatro delas eu visitei,
Moro no Norte, e no Nordeste j habitei,
Das guloseimas de cada um j engoli.

No Tocantins comi a 'Maria Izabel',
Saboreei aafro com galinhada,
Conheci a belssima panelada,
Feita de intestino retirando s o fel.

Na Bahia o acaraj apimentado,
Aproveitei e conheci o vatap,
O caruru gostoso pr lascar,
Com o condimento preciso ter cuidado.

Pernambuco e Cear so encostados,
O que se ingere muito parecido,
O bode o tempero preferido,
Seja assado, cozido ou mal passado.

No Cear feijo de corda com pequi,
Uma buchada de bode bem cozinhada,
Com a cachaa de engenho destilada,
Nos alambiques da regio do Cariri.

Acompanhada de suco de aa,
Experimentei a manioba no Par,
Baio de dois degustei no Cear,
No Tocantins mastiguei o murici,
Nos dois estados tem doce de buriti,
J tomei muito suco de tapereb,
Felizmente nestas terras irei voltar,
Pr contar noutros versos o que comi.

Arimatia Macdo - www.arimateia.com

Paz mulher...

O humano imagina...
Difere do sem sentido...
Arquitetar lhe fascina...
Torna-lhe um prometido...
Falando com conscincia...
Externando sua prudncia...
Usando da sapincia...
No oitavo rebatido.

Amar com inteligncia...
Ao homem ser devido...
Mulher com onipotncia...
Com seu valor e sentido...
O amor ser o forte...
Nunca haver a morte...
Tudo se dar um norte...
No oitavo rebatido.

A mulher ser transporte...
Da paz e seu colorido...
A diva parte do corte...
Do afeto desmedido...
O homem com lealdade...
Desejar sem falsidade...
Gostar com sinceridade...
No oitavo rebatido.

Todos com honestidade...
Revelando o sentido...
Fmea recebe bondade...
Agrado bem merecido...
Agir assim tudo feito...
Deitar-se-o no seu leito...
Na cama daro um jeito...
No oitavo rebatido.

Carinho e seu efeito...
Um abrao agarrido...
Tudo que de direito...
A ela ser devido...
Em uma atitude sagaz...
Por tudo que ela faz...
Merece t sempre em paz...
No oitavo rebatido.

Arimatia Macdo - www.arimateia.com

biografia:
Arimateia Macedo

Eu nasci em Aurora, estado do Cear e me criei no oco do mundo.
Sou mdico formado pela Universidade Federal do Cear. Sou especialista em Sade da Famlia pela Escola de Sade Pblica do Cear.
Sou casado e tenho trs filhos. Sou filho de Seu Vigrio e de Dona Conceio.
Fui iniciado maom na Loja Manica Cavalheiros Spartanos N. 85, em Juazeiro do Norte, no Cear.
Sou catlico. Devoto do Padre Ccero e de Frei Damio.
Acho bom ouvir Z Ramalho, Lourinaldo Vitorino, Ivanildo Vilanova, Geraldo Azevedo, Luiz Fidelis, Fagner, Xangai, Juraildes da Cruz, Genzio Tocantins, Vital Farias, Oliveira de Panelas, Moacir Laurentino, Louro Branco, Geraldo Amncio, os irmos Joo, Daudeth e Pedro Bandeira. Sem esquecer Luiz Gonzaga e Coronel Ludugero.
Sou f de Lampio, Prncipe Ribamar e Joo Remeche-bucho.
Gosto de vaquejada, forr, viola, e 'furria'.
Adoro comer buchada de bode, sarapatel, batida, baio de dois, angu com peixe frito, carne de bode assada, rapadura e alfinim. Acaraj, pato no tucupi, galinhada com aafro, e pequi com frango caipira.
Aprecio uma boa cantoria, maneiro-pau, e embolada.
Amo Juazeiro do Norte.
No sou escritor. Sou um mela papel de tinta de impressora, pois hoje em dia no se usa mais lapiseira nem mquina de escrever Olivetti.
Mas aprecio um bom texto.
Moro em Gurupi, estado do Tocantins.

arimateia@gmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s