s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Luciane Anselmo Zerbato
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
QUERO VOC.

No quero ser o agora e sim todo instante,
O amor revigorante livre de rusgas e de dor.
Quero ser poesia, estar ao seu lado todo dia,
Descobrindo as verdades, me doando em amor.
Quero seu olhar mais constante,
O brilho energizante que irradia calor!
Quero ser o seu porto, seu repouso, abrigo,
Seu ombro amigo, o seu grande amor!

Quero felicidade, viver sua realidade,
Jamais a saudade ou um olhar sofredor!
Quero ser o seu mundo, e num olhar to profundo,
Revelar meu calor!
Quero palavras sinceras, a luz da tua vida,
Jamais despedida, quero um ninho de amor!

Quero ser sua vontade, me perder nas verdades...
Alimentar-me de beijos e saciar-me de amor!
Quero seu olhar mais fulgaz,
O beijo mais voraz,
Nossos momentos de amor!

Quero me perder na emoo
Conquistar seu corao
Retirar-te a dor!

Quero ser alegria, sol, Sempre poesia...
Ser seu grande amor!

O DOM DE DEUS.

Recebo de Deus o Tom e o Dom.

Dom de amar, perdoar, sonhar e compartilhar.
Dom do olhar, do falar, do pensar.

Abro-me conquistas, recebo a brisa, o orvalho e o po.
Recebo o tom do dia perfeito, cheio de beno e muita orao.
Deus me confesso, a ELE eu peo misericrdia e perdo!
Recebo seu tato, olhar, aparato!
Recebo a Uno!

Proponho-me a essa vida;
To forte, to viva!
Recebo Unio!

Recebo seus braos, sem querer me desfao,
De tanta emoo.
Deus de colo perfeito, de puro conceito,
De proteo!
Entrego-me Deus, no lamento,
No murmuro, confio no Dom.

Por ser Verdadeiro, to simples, to cheio,
De amor e perdo!
E de tons vou vivendo, colorindo, crescendo,
Crendo no Dom.

Deus meu protesto...
No sou nada, confesso!
Sem seu AMOR e Orao!

NO MAR DA ILUSO

Debruada na janela a sua espera,
Recolho-me em pensamentos,
Percebo a agonizante vida que levo.
Um eterno descontentamento.

Incrdula de sua promessas,
Naufrgio meus sentimentos,
Desisto de encontrar minha falha,
No mar desse envolvimento.

Intempries de todas as formas,
Ofuscam as possveis chegadas,
No h uma prece que transforme,
Essa paixo desolada.

Volto meus olhos tardiamente,
E noto o seu gracejar,
Desejo loucamente seu corpo,
Como a areia deseja o mar.

Teias e ns sempre fiz,
Na tentativa de te abraar,
E tambm assim fui infeliz,
Meu sonho de um dia me amar.

Lu Zerbato

biografia:
Luciane Anselmo Zerbato

Escritora amadora, com maior tendncia a Poesia. Publico meus textos no Recanto das Letras e em meu site. Participo da Revista Veredas de Minicontos. Posto tambm na Sociedade dos Advogados Poetas de Santa Catarina. Sou formada em Direito e atuo na rea administrativa/jurdica no Setor da Construo Civil. Terei o prazer de participar do site de Andr Esteves; autor do livro O MISTRIO DA 13 Letra, que est entre os dez melhores na categoria de romance policial, onde breve publicar meu primeiro conto em MORTE SBITA 10. Enfim, sou aprendiz eterna e abenoada pelo Poeta Criador com esse sublime dom da escrita.

luazerbato@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s