s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Ivan Dilson Schmidt
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
Enquanto a Chuva Cai

Os livros na estante, pensamento distante,
Sua imagem quase apagada,
refletida no espelho.
Pela janela com vidros molhados,
observo a chuva que cai,
Seriam minhas lgrimas?
Ou voc que chora distante?

Crianas brincam na rua, banho de chuva,
Poas d'gua, grama molhada.
Passarinhos se refugiam
entre os galhos da macieira,
Pessoas com passos apressados
tentando desviar das gotas
da chuva que insiste.

Volto para meus livros, eles me devoram,
Te procuro em meus pensamentos.
Releio as cartas, as fotos,
Seu sorriso ainda vivo dentro de mim,
Assim vou vivendo a tarde,
Enquanto a chuva cai.

Ivan
Poemeus Verteus
Direitos Reservados


Morena Paixo

Seus cabelos escuros se confundem
com a noite,que vem chegando
seu sorriso a fonte de minha alegria
e faz com que me sinta forte,
sim cada dia mais forte, acho at
que se voc parar de sorrir,
eu morro.
Te abraar bem apertado e
beijar-lhe ardentemente,
lamber suas orelhas e te dizer
coisas excitantes,
enquanto minhas mos
descobrem seu corpo,
cada pedacinho, parte por parte,
enquanto nossas pernas se enroscam
feito cobras se amando.
Ah! e sua pele, que cor linda,
adoro ver seu corpo,
lembro da flor mais bela
que existe neste jardim,
o que faz sentir o seu cheiro,
que me excita.

Ivan
Poemeus Verteus
Direitos Reservados


A Videira e o Frio

O frio que congela, vento que no d trgua,
O mesmo vento que desarruma seus cabelos
Este frio que aoita o mesmo frio,
Que na videira faz surgir os primeiros brotos,
Brotos que daro uvas suculentas, apetitosas,
Delas viro o vinho que suavemente
seus lbios iro tocar e sorver
deixando-te entorpecida.
E eu distante com desejo e prazer,
No me contendo esmago a uva em meus dentes.

Ivan
Poemeus Verteus
Direitos Reservados


biografia:
Ivan Dilson Schmidt,
codinome: Poemeus Verteus.

Nascido em 25 de Fevereiro de 1961, na cidade de Novo Hamburgo, no estado do Rio Grande do Sul.
Comeou a escrever seus poemas no ano de 1985, no tem nenhum livro publicado.
Possui um site onde expe sua obra:
www.poemeus.com

poemeus@gmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s