s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Adlia Danielli
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

..numa noite escura.

Entre perdidas, cá nos achamos.
Almas cansadas de tanto.
Somos duas, embora muitas.
Somos luas, inúmeras fases.

Te dou tudo que tenho.
Tudo de ar-água-terra-e-fogo.

Nunca basta.

Para seres encantados
são mil elementos
quatro, são os meus.

Já te vi dançar num filme
dos anos vinte.
E era eu e você naquela noite
em Viena.
Sobre o agora só o silêncio.
O que se diz das tempestades
em casas de palha?
Sim, isso é a vida.

Só quero mais quatro mil anos ao seu lado.

*****

Tarde da gente

Com as dobras das mãos
João carrega o mundo.
Recita pra me ver chorar.
Acho lindo mesmo, e choro.
É um pouco de mim ali falando
É o símbolo do amor sem semi-ótica.
É só palavra e amor.
Gosto quando canta, canta.
Gosto quando dança, dança.
Gosto quando ri, então gargalha.
Faz de mim só coração e baba escorrendo.
Tem um azedo de sovaco suado
Tem um cheiro de corrida no sol
Tem um gosto salgado de sujo
Que é impossível ser mais doce.

******

Dor pré-carnaval

Anseio o ar
E a gelada sob a mesa
A dor de companhia diária
se intensifica em tempos
de pré-folia
O aperto no peito fica
maior
Pois teme ser abafado
pelos tambores, cuícas
e baterias
Tudo dói um pouco mais
é o medo do escuro batendo à porta
da amiga angústia
que...
Não quer ir.
[Ela não tem fantasia]

*******

biografia:
Adélia Danielli

Uma mulher como tantas outras, mãe, filha, amiga, namorada, estudante, companheira, poeta.
Neta de uma Adélia, de quem herdei o nome.
Procuro meu lugar no mundo.

adeliadanielli@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s