s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Carlos Magno de Almeida [Cnsul - Jacarepagu-RJ]
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia

O Chão

O chão dá se a gente plantar.
Se a gente não planta o chão não dá.

Esse meu chão
não é o chão que a gente pisa.
É chão que nos moralisza
sem briga sem ambição.
Só ele tem uma cidade diferente.
é a capital da mente,
o chão do coração.

O chão dá se a gente plantar.
Se a gente não planta o chão não dá.

A gente planta uma semente de alegria
e no decorrer do dia
já começa a germinar.
A planta cresce, floresce felicidade,
dá em grande quantidade,
dá mais que peixe no mar.

O chão dá se a gente plantar.
Se a gente não planta o chão não dá.

Plantei amor num buraco bem profundo.
Dei amor pra todo mundo,
inda tenho amor pra dar
ainda mais plantei um pé de esperança
que quando o vento balança,
quase arranca do lugar.

O chão dá se a gente plantar.
Se a gente não planta o chão não dá.

O Menino

Que fazes aqui menino,
ainda és tão pequenino,
não é hora de estudar?
Sim mas meu caso é diferente,
tenho pai e mãe doentes
e quatro irmãos pra sustentar.

Que tipo de tratamento
dão aos teus pais no momento?
Por quem estão sendo assistidos?
Eles se tratam com preces,
pagam I.N.P.S.
mas nunca são atendidos.

Andas com a mão estendida,
dando golpes pela vida,
ou tu trabalhas de fato?
Mamãe nasceu lavadeira,
papai suando na feira
e eu limpando sapatos.

Deves morar na favela,
se não me engano, naquela
de ladrões de marginais...
O senhor tá enganado,
têm ladrões engravatados
que estão sempre nos jornais.

E tu não sentes receio
de conviver nesse meio
tão cheio de crueldade?
Quem anda com Deus aposta
porque ele é o guarda costa
do povo desta cidade.

Preciso ir , com licença.
Mas dize, o que tu pensas
para o bem da humanidade?
Que o mundo vai virar festa,
quando existir gente honesta
e nova mentalidade.

O Garimpeiro

O garimpeiro faz do rio sua estrada.
Caminha na caminhada
da vida que não se cansa.
E alvejado pelo sonho de riqueza,
tem no olhar de certeza
um retrato de esperança.

Bateando, bateando,
garimpeiro vai.
O cascalho se queimando
e garimpeiro vai.

E na virada procurando diamante,
Todo dia é constante seu trabalho, seu dever.
E geralmente se repete a mesma estória.
Seu esforço é sem glória
quando não devia ser.

Bateando, bateando,
garimpeiro vai.
O cascalho se queimando
e garimpeiro vai.

Igual a garça com espaço pra voar,
ele quer se libertar da injustiça do feitor.
Mas garimpeiro que tem fé não esmorece.
Roseira é planta que cresce com espinhos e dá flor.

Bateando, bateando,
garimpeiro vai.
O cascalho se queimando
e garimpeiro vai.

biografia:
Carlos Magno de Almeida

Compositor e interprete de música popular, com mais de 50 músicas gravadas por interprete como: Elza Soares,
Jair Rodrigues, Benito de Paula Hebe Camargo e outros.
Artita plastico: Pintor e escultor naïf, com:23 exposições individuais, 38 coletivas e 14 salões.
Um livro de poemas lançado pela Kirios Gráfica e Editora. Título: Meu Mar de Sonhos.

carmag22000@yahoo.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s