s
s
s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Dennel Juraci Rocha Silva
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
Amor ilusrio

Quando passavas na rua
Ficava alguns segundos te admirando
Desejando, querendo-te
At que sumias no meio da multido
Ento despertava com os sons vindo da rua

A noite vinha a lembrana da Tua presena
Tentava adivinhar tua feies
Imaginanava qual seu nome, onde moravas
O que fazias, at adormecer suavemente

No dia seguinte, no mesmo horrio
L me encontrava no mesmo lugar da vspera
Na esperana de encontr-la
V-la por alguns segundos

Quando passavas meu corao palpitava
A transpirao se agitava
Minhas mos transpiravam
Meus olhos piscavam ligeiros

At que um dia procurei qualquer pretexto
Para falar-te, saber de voc
Dizer da minha afeio e encanto por ti
Dos dias contados que a via passar

Mas decepo... naquele dia no estava sozinha
Um moo te acompanhava
Vi-os se beijando, sorrindo
S ento notei a aliana no teu dedo

Os versos que trazia no bolso mudei
Cravando-os numa placa:
Aqui diariamente passava uma borboleta
Que enfeitiavam meus olhos com suas cores
Hoje passa uma lagarta carregada por um pardal

Questes insanas

Queria gritar, queria sair as ruas
Numa fuga louca e desvairada
Sem nenhum lugar pra ir
Sem nenhum compromisso, nada

Contudo, o mundo o assombrava
A rua lhe era suspeita
Um mundo cruel, injusto e violento
De monstros imaginrios

Seus limites, seu quarto
Sua esperana no existe
Ele e seu umbigo, se entendem
Seus companheiros, antidepressivos

Seus olhos acostumados a penumbra
De seu diminuto mundo cinza
Dias sombrios, prolongados
Por intensas angstias

Devrado vivo, cadver insepulto
A vida no lhe sorri
Sem perspectiva, sem horizontes
Chora, calunga, vil sociedade

Depois do horizonte

Morria a tarde lentamente
Sangrava o cu
Meus olhos se perdiam na distncia

Nuvens anunciavam a chuva que tardava
Logo o sol se ausentaria da minha face
A noite me acolheria em teus braos

Despontava nos cus as primeiras estrelas
Norteava os meus passos
Que cansados, fazia um esforo supremo
Para ir ao teu encontro

Onde a bendita noite que me acolhia
Seria a testemunha do encontro to esperado
Dos beijos to desejados

Das caricias to ousadas
E silenciosas juras de amor
Despontava a madrugada

biografia:

Meu Deus! Um barco ao lu
Batendo contra tudo
E contra todos
Sou eu mesmo...

O homem a procura de si mesmo...

byzango@ig.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s
s