s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Olga de Souza Matos [Cnsul - P. Alegre-So Joo-RS]
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
Acorda, poeta!

OlgaMatos
nov/2001


Preguioso e sonolento , selenciosamente
vai o luar a derramar-se sobre as rvores
fazendo-as mais baixas e arredondadas!

A luz mortia pelas ruas estica os braos
espreguia-se, gira e passa sem pressa
entrega em cada esquina seu recado!

Espia e registra vo novo , frestas e janelas,
arremeda choro , arromba portes
e ri da sombra do co , que late nela.

Nas guas reflete sbias reflexes,
aos capites promete as sereias
se as procelas atacarem seus pores

Bebendo fontes, reponta as estrelas
suavemente, absoluta sentinela
testemunha pobrante , sem perd-las.

Ora , mas que pedante este poeta!
Como podes , neste instante , dormir , estafermo,
sem bradir , legando ao ermo esses teus versos?
Acorda! Desce rua , tece na calada,
desperta a arte ! J vai embora a lua e o luar...
Vem, poeta, abre o leque do meu verso escasso!


Annimo

OlgaMatos
nov/2001


s abandono, sensao de vazio , arrepio,
cheiro frio, medo macio...
Na realidade tambm s consolo.
Pelo menos constato: s comum a todos!

Vaga do passado trazida ao presente,
assumindo , assinas ,timbras o sinete
nome e sobrenome nos suspiros dados.

s annimo e fiel espao,
do travo ou favo de um sonho!
Saudade seria teu nome?

Alma poeta

OlgaMatos
24/11/2003


Quando rstia galhofeira,
intromete-se na fresta,
desinfeta e afasta teias,
das soleiras das janelas.

Bebe gua ensolarada,
das cascatas espumantes,
saciada veste as asas,
dos aromas da manh!

Fortalece-se nas quedas,
projeta a alma poeta,
quer e cr, l e escreve!

Levanta, planta bandeiras,
estende arrebol inteiro
do nascente ao poente!

Biografa:
Olga de Souza Matos
'Poeta Virtual', sem livros editados, seus poemas so ciganos, moram em qualquer lugar da Potica e so seus brinquedos prediletos. Com eles aprende, enquanto brinca sozinha e em grupo. Alguns de seus poemas saram do virtual e foram brincar com os de outros autores, nas pginas de livros como:
[ 1 ] Coletneas I e II /2001 e 2002 ' Onde os Poetas se Encontram'- Editora Pain/NH/RS/ BRASIL
[ 2 ] Antologia 'Casa do Poeta Rio-Grandense/2002_ 38 anos - Editora Alcance/POA/RS/BRASIL;

[ 3 ] @teneu - Poesi@ - Scortecci Editora/SP [ Lanado na Bienal/2004-SP-Brasil]

[ 4 ] Retratos Sem Retoques- Jos Herenio de Souza/2003 Editora
Quatro Cores/RJ e alguns Jornais > 'Folha do Maranho do Sul'/MA ; NH/Novo Hamburgo/RS; Espao das Letras POA/RS_ BRASIL.

Gacha, nativa de cncer desde 1943, brasileira dos quatro costados, quer morrer gacha.
RESIDNCIA: Novo Hamburgo/Rio Grande do Sul/Brasil.
[ 5 ] membro correspondente da Academia de Letras Imperatrizense-Imperatriz-MA

prenda.rs@uol.com.br

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s