s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Izabel Pavesi
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
O nctar da vida

Agite, anime
Excite, renove...

Toque com os plos
Toque com os beios
Toque com o olhar.

Emoes, vises,
Expresses, sons...

Tua dana em meu corpo
Tua lana em meus olhos
Tua saliva em meu mel.

Te quero, te amo,
Te gosto, te adoro...

Teu gosto de cana
Teu gosto de pinho
Teu gosto de mata ou de mar...

Renove em mim o amor,
Renasa em ns a paixo...

O amor ilimitado,
O prazer reinventado,
O rir desenfreado.

Me abrace, me amasse
Me toque, me cheire.

Me arranque do cho,
Me sufoque em beijos ardorosos,
Se funda em ns o nctar da vida.

__///__

Tua ausncia

Bem h pouco, esse felino,
Inquieto, de beijos me cobria,
seu apelo em torno de mim gira,
sua falta faz lanar-me em desatinos

De torpor. De poes e blsamos
me entrego; e oscilo feito ramo
de bambu. Ouo ecos imprecisos,
E vacilam meus sentidos e meus ps.

Fecho a porta da sala vazia,
e dentro ressoa tua fascinante voz.
Impregnada de tua presena e magia
Deliro: que ausncia atroz!

Esbarro em teus espessos vestgios,
embromo risos, saliva e veias.
Sucumbo sob teu eterno encanto,
e assim, dentro de splicas me recolho.

Ouo, aqui e ali, silncios ruidosos.
Sufoco de ansiedade e chamas;
ro entranhas, ouo teus passos
Caminhando de encontro a mim.

Vertigens me provocam e estremeo;
toco com as mos tua sombra,
que indelvel toca minha pele...
E em frenesi, viajo no teu corpo.

Tua lembrana me aquece o corao.
Teus olhos rasgados de leopardo, fico;
teu olhar cravado na retina dos meus...
Abrigo seguro, surreal viso.

Encosto os lbios na etrea lembrana,
que me afaga, e hipnotiza...
Navego nesse mix desconcertante,
de solitrios e virtuais amantes.

O vento te traz, imagem ldica
Arrepiando plos em vacilantes luzes.
De frio me encolho e me alisas,
num emaranhado visual de non 'lights'.

Debruo-me no jardim do tempo
Nas paisagens e janelas dos trens lentos.
A contemplar-te nas auroras frias...
A desejar-te ao romper do dia!

____________

Me Terra

A me terra agoniza
Chove torrencialmente leste
Aqui o solo esturricou.

Um ndio xokleng avisa:
Se no se fizer nada,
Logo nada mais poder ser feito.

O solo est desmineralizado
O sal da terra escasseia
A camada de oznio se partiu.

A gua dos rios... poluda,
Peixinhos morrem sufocados
A boa rao se esfacelou.

O ndio xokleng repete:
S o homem tem o poder
De neutralizar as aes destrutivas.

As fontes esto secando
A gua pura rareando
O leito dos rios desaparecendo.

Salvemos nossa casa, a me terra!
Fechemos as comportas do egosmo
Que s destroem cus e sonhos.

Que o ser humano seja capaz,
De sobrepujar toda pequenez,
E de administrar essa insensatez.


biografia:

Izabel Pavesi
nasceu em Botuver/SC. Descendente de imigrantes italianos poetisa desde 1977 quando publicou seus trabalhos no Jornal 'O Acadmico' da FURB-Blumenau/SC, ento cursando 'Cincias 1 grau-Matemtica' [no concludo].
Amante das letras, autodidata.
Em 2001 recebeu Meno Honrosa da APCEF/SP- Ass.Empr.Caixa Econmica Federal de So Paulo, com a crnica 'Correndo... atrs do tempo'. Este foi o ponto de partida para ingresso definitivo numa carreira literria.
Em setembro de 2004 lanou seu primeiro livro: 'O ltimo Gerente', pela Editora Nova Letra - Blumenau [romance-fico].
scia da SEB- Sociedade Escritores de Blumenau/SC, e tem seus trabalhos expostos no site: www.izabellapavesi.net.
Participa com seus poemas na revista Palavras Azuis, no Varal Literrio- SEB, e no Espao Virtual 'Recanto das Letras'.
co-autora e autora de diversas publicaes com destaque para os livros: 'Prosa e Verso' volume 4, lanado em dezembro de 2005 - Projeto Palavras Azuis - Editora Nova Letra/Blumenau.
Livro 'Asas e Vos' - Editora Guemanisse/RJ, lanado em junho/2006 - coletnea de contos e poemas classificados no 2 Concurso Literrio Guemanisse de Contos e Poesias 2005.
'Um Rio de Letras III' - coletnea SEB [Soc.Escritores de Blumenau] de Poesia e Prosa, Editora Nova Letra, lanado em agosto de 2006.
Em 2005 concluiu o curso de Lngua Italiana no CECLISC - Crculo talo-Brasileiro- Florianpolis/SC, e em Janeiro de 2006 formou-se na Escola Italiana Dante Alighieri de Castelraimondo-Itlia.
Dezembro de 2006 recebeu a 'Comenda Letras Catarinenses' das mos da Embaixadora Mundial da Paz Delasnieve Daspet.

belpavesi@hotmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s