s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Jandeilson Galvo Bezerra
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
Poetas Anjos

Reunidos indeferentes,
Temos raa e cor que unidas so uma,
Fazendo diferente, somos ns
Os anjos da Poesia,
Reunidos em um grupo,
Divulgando, divagando,
Poetas somos
Por natureza.
Numa nica causa,
De formas diferentes,
De vozes forte mas fraca antes,
Juntos somo mais
Separados, falamos por todos.
De sentimentos reais,
Traduzimos as falas da alma,
As vozes e cantares de anjos,
Anjos somos por exelencia.
Poetas amantes da natureza,
Da beleza humana e natural,
Da verdade da vida,
De sentimentos ilusionados.
De nossa usina, palavras,
De nossa vida, tratadas,
Aqui relatos, de uma vida,
Vidas desenhadas, por letras rimadas.

Nota: Poema em homenagem aos Poetas do Usina das Palavras, publicada no dia 03/05/2006 no site: www.usinadaspalavras.com
______________________________

Vida Secreta - Soneto Livre

Minha vida um segredo,

Guardado de mim,

Secreto de ti,

Aberta aos versos,

Gritante como as cachoeiras.

Minha vida sempre assim,

Um segredo, deixado,

Sem secreto real,

Mas um algo revelado.

Obscura no ,

Traduzida sim,

Entre os meus mais diversos

Versos sem fim.

Segredo de mim.

______________________________

Me

Me,

Minha flor desabrochada,

Meu cravo maduro,

Minha senhora,

Minha amada.

A noite dormes silnciosa,

Tuas lgrimas no cessam,

Sem movimentos me pertubas,

Pois sei bem o que tu sentes.

Me,

Minha pequenaestrela,

De brilho forte levantas o dia,

Teu soriso sempre belo,

Nem pareces aquela

Que de noite no dormias a chorar.

Me,

Descobri porque tu choras,

E as lgrimas me pegavam,

o simples fato

De que se chorastes de dia

Um soriso teu no veria.

s meu forte e aconchego,

Minha fonte de luz,

Minha inspirao.

s minha pequena estrela,

De brilho forte me iluminas,

E por ti vejo caminhos

Dantes pensados

Aparecerem.

Com coragem os trilho,

Pois me bem te devo

Tudo o que sou,

Por tuas noites mau dormidas,

Que de lagrimas tanto banhavas

Teu leito por minha causa.

Me,

Minha pequena estrela de brilho to intenso.

Homenagem a minha me, Vanda.

biografia:

Jandeilson Galvo Bezerra
ou
Jandeilson Arion
Nasceu na cidade de Cacimba de Dentro no estado da Paraba. Tem 21 anos de idade. Um jovem super dedicao a Poesia e aos valores da famlia.

Comeou a escrever poesias ao 10 anos de idade, quando ainda no tinha muita noo do que realmente significavam seus escritos.

De famlia simples nordestina, veio morar no Rio de Janeiro desde seus 13 anos de idade, quando passou a viver intensamente para a Poesia, e para leitura das mesmas.

Aqui no Rio de Janeiro participou de diversos encontros poticos, dentre eles o que mereceu mais destaque fora o Sarau de Poesias realizado no Caf do Forte, no Forte Copacabana, quando da ocasio se encontrou com diversos autores e poetas nacionais.

A leitura de sua poesia Luana Feita pra Lua, arrancara os aplausos de todos, porm deste dia em diante decidira ficar no anonimato a espera do momento certo para reaparecer discretamente.

Recentemente fundou o Movimento Potico Ps Modernismo, que tem como seu principal objetivo restaurar o valor Potico Nacional e divulgar o trabalho de novos poetas.

membro da Ordem Demolay.

Monarquist convicto a favor da restaurao monrquica brasileira.

Micronacionalista [Simulao de estado real], e atualmente est trabalhando na sua poesia 'Zezinho' , que ser seu primeiro trabalho em livro, previsto para ser lanado ainda este ano.

Suas pretenses so poucas e seus sonhos apenas um em destaque: 'Restaurar a Poesia Nacional Brasileira e seus valores'.

Escreve sempre em seu blogger pessoal sobre os diversos assuntos, sempre critico e com respostas afiadas as questes mais diversas. Confira: http://jgalvao.blogspot.com , entre outros a links de muita importncia para os poetas atuais.

http://jgalvao.blogspot.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s