s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Ida Satte Alam Senna
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
De que sonhos somos feitos?

Sonhos imprecisos de papel dobrvel,
barquinhos indecisos na gua indomvel,
sonhos desenhados, desembarques da iluso,
formas sem contornos e sem definio.
Sonho gaivota, prisioneira sem poder voar,
que canta e conta por cus desacordados,
de nuvens sem azuis em sons desordenados
pelas areias imveis e sem ouvir o mar.

Sonhos, argamassas sem tom de realidade
fuga de ns mesmos, luzes apagadas,
campos volteis do infinito, cavalgadas,
sobressaltos procura da verdade,
que o sono, em suas ousadas histerias
vai delineando pelo entardecer dos dias.
Somos feitos de sonhos: vontade de roubar
nossoprprio sonho e sem poder sonhar.

Viajantes feitos rabiscos e caricaturas,
rodando por asfaltos negros, sem venturas
estradas dispersas que jamais se cruzam,
desejos volveis que no se concretizam.
Nos recantos das ruas a se esconderem,
sonhos, rosas descoloridas e despetaladas,
por exauridos perfumes j evaporados
em plidos odores do mundo a se perderem.

Sonhos abraos que apertam e sufocam espaos,
por desencontros, desfazendo nossos laos,
a estrela da iluso que piscou, brincou,
fugiu no horizonte descontrolado e distante.
Sabores verdes de outros campos ondulantes
no doce sabor que o teu beijo me deixou,
a gua murmurante entre pedras se escondeu
e a msica macia da tua voz emudeceu.

Minha poesia saudade e so lembranas,
riscos em molduras de escassas esperanas.
Em alguma esquina perdida pela vida,
e num ltimo entardecer que a encobria,
escorreram sem rimas infindas alegrias,
sonhos, pesadelos de emoes adrmecidas.
A viagem distante do sorriso que me olhou,
espreitou a luz de meus poemas e se apagou.

Tarde no mar

O mar surpreendente.
Forte, s vezes insano.
Belo e intempestivo,
inesperado, s vezes cruel.
E suave . . .
Um beijo salgado em doce sabor.

O mar como a vida.
Meigo quando molha a areia.
Nos prega peas, nos engana ,
nos d e tira a felicidade,
at nos trai . . .
Mas nos atrai, nos envolve,
nos reencontra, no promete,
mas embala e d prazer.
E, de repente, soberano,
num gesto simples, nos deixa ver
um jeito gostoso de viver . . .

Silncio

Silncio... A noite nos espera.
Nada se ouve a no ser rudos de anjos
que espaam vos pela madrugada,
que levam saudades na suavidade de suas asas.
No emudecido brilho intercalando azuis
no cu de estrelas que danam na calada de seu universo,
com a lua embranquecida sem falar amores.

Silncio... A noite se adianta.
Dormem as almas de tdos os pssaros
e entre meus passos que tropeam,
recolhem-se as flores sem perfumes e sem sonhos.
Na imensido dos mares, entre algas e guas-vivas,
as ondas adormecem e as espumas perdem-se
sem linhas que dividam horizontes.

Silncio... A noite no geme.
Rondam as brisas pelos pensamentos,
chorando orvalhos por campos que o verde abandonou
carregado nos ventos ao entardecer.
Por algumas pequenas colinas, entre pedras imortalizadas,
a msica perdeu seus ltimos acordes
desafinando melodias para ningum cantar.

Silncio...

Acorda este mundo com a magia de tua existncia!
Acorda o meu mundo que est sozinho.
Acorda o silncio que deixaste em mim...

[Do livro 'PASSAGEIRA DO TEMPO']

biografia:

Professora de Letras, licenciada em Lnguas Portuguesa e Francesa e Literaturas, Diretora do Colgio Estadual Santa Vitria do Palmar, Presidente do CPM e Membro do Conselho Escolar do Colgio Estdual Santa Vitria do Palmar, Vice-Presidente da Associao Comercial e Industrial de Santa Vitria do Palmar, Membro do Conselho Municipal de Sade, Vice-Presidente da APAE, Presidente do Comit da Cidadania, Secretria do Conselho Deliberativo da Santa Casa, Presidente do Clube Comercial, Presidente do Conselho Deliberativo do Clube Comercial, Presidente do Conselho da Comunidade, Membro do Conselho Municipal de Assistncia Social, Vice-Presidente do Conselho Municipal de Educao.
Trofu Professora Nota Dez 2002 e 2003, conferido pelo Rotary Club de Santa Vitria do Palmar. Trofu 'Mulher Evidncia 2002', concedido pela Crnica Social de Jos Golgercy.

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s