s
s
s
s
s
s

El contenido de esta página requiere una versión más reciente de Adobe Flash Player.

Obtener Adobe Flash Player

Tere Penhabe
Nacionalidad:
Brasil
E-mail:
Biografia
Liberdade Alcanada?

Talvez, mas s talvez...
As correntes que amarraram seus punhos
ainda doem em mim
quando o vejo na calada
sem nunca sonhar com nada
sem acreditar no amanh...

As chibatadas que lanharam suas costas
ferem minha conscincia de branco
agora que as recebo, talvez em dobro
do meu irmo da mesma cor
na mente cansada das procuras
de empregos, de direitos, de verdades...

Liberdade alcanada?
No, meu irmo afro-brasileiro...
Agora estamos ns dois
no mesmo tronco
de costas um para o outro...

Santos, 17/05/2005

Evoluo

De onde viemos?
Para onde vamos?

Seria eu, obra do acaso?
Elo perdido?
Ardipithecus ramidus kadabba?

Queria tanto ser apenas
filho de Deus...
Ento sim, pegar na sua mo
e proceder a evoluo.

Concludente o suficiente
para saber
que o sol e eu
somos irmos
s por isso ele no me queima.

E somos todos filhos da me
lua...
que organiza e nos espera
na grande porta que nos leva
a muitas moradas na casa do Pai.

No se entristea, ainda que eu perea
e perea a minha razo
tudo que eu quero poder ver
amor no corao
dos humanos.

Ento sim:
teremos evoluo!

Santos, 04/11/2004

Paz

Eu ainda creio
em toda paz e amor
que resiste no corao do homem!

Eu ainda vejo
uma esperana que se eleva
na sublimidade de alguns gestos do homem!

Eu ainda sonho
com o mund envolto pela paz
entoada em hino de louvor por todos os homens!

Eu ainda espero
ver um sorriso tranquilo e suave
em todos os rostinhos de crianas do mundo!

Eu ainda luto
para tocar os coraes que se afastam
dificultando a disseminao da paz entre os homens!

Eu ainda espero
que um dia o meu poema seja curto
dizendo pura e simplesmente ao mundo:

H paz, finalmente!

Santos, 17/02/2005

biografia:

Nome: TEREZINHA APARECIDA PENHABE ROSSIGNOLI

Nome utilizado literariamente: Tere Penhabe

Formao acadmica: Licenciatura Plena em Letras [17.12.1986]

Email:
penhabe@uol.com.br
penhabe@gmail.com
tere@amoremversoeprosa.com

PAGINA PESSOAL_web:

http://www.amoremversoeprosa.com

Participaes em concursos literrios:
- I CONCURSO PAULISTA DE TEXTOS POPULARS Abril/1987 [Fundao Educar]: Texto: O CIRCO - premiao: 3* lugar
- CONCURSO DE POESIAS maio/1988 -TEMA: ME [ USCEESP]
Poesia: ME - premiao: 3* lugar
- CONCURSO DE POESIAS outubro/1988 - Tema: CRIANA [USCEESP] - premiao: 3* lugar
- I CONCURSO NACIONAL DE TEXTOS POPULARES- FUNDAO EDUCAR novembro/ 1988 - Tema: O NEGRO NA SOCIEDADE BRASILEIRA
- X CONCURSO DE CONTOS E POEMAS - DPTO DE LETRAS DAS FACULDADES INTEGRADAS DE OURINHOS[FUNDAO EDUCACIONAL MIGUEL MOFARREJ] - 10/12/1991 - CLASSIFICAO: 5* LUGAR
- CONCURSO NACIONAL DE POESIA-2003-Descalvado-SP - Poesia: O POETA -Classificao: 6* lugar

- CONCURSO Internacional de poesia livre SOL VERMELHO - PREMIO CELITO MEDEIROS 2004.- Poesia: SE TENHO QUE MORRER - Classificao: 17* lugar

PUBLICAES:
- Antologias poticas da Editora SHOGUN ARTE, provenientes de Concursos de poesias 'RAIMUNDO CORREA' - Anos de 1983, 1984, 1985 e 1986.
-
Antologias poticas do 'MURAL DE POEMAS DA FACULDADE DE CINCAS E LETRAS DE GUARAPUAVA-PR
FALA POETA_Coletnea II_1988_Solido
FALA POETA_Coletnea III_1990_Quando a alma da gente se cala/ Solido
FALA POETA_Coletnea IV_1992_E por falar em amor / Um poema para voc
FALA POETA_Coletnea V_1993_Carta a Ningum / E preciso acordar o dia

- ANTOLOGIA POTICA 'MARCAS DO TEMPO V' com os poemas classificados no 'Concurso Nacional de Poesia-2003-Descalvado-SP.
EDITORA: Biblioteca Pblica Municipal 'Prof. Gerson Alfio de Marco'-Descalvado-SP
ANO DE PUBLICAO: 2003
Poesia publicada: O POETA

- ANTOLOGIA POTICA REF. AO CONCURSO INTERNACIONAL DE POESIA LIVRE SOL VERMELHO-Prmio Celito Medeiros-2004
Editora: SOL VERMELHO Ltda
ANO DE PUBLICAO: 2004
Poesia: SE TENHO QUE MORRER

OBS: Inscrio em 'Poetas Del Mondo' a convite de Zelisa Camargo e Noris Roberts

penhabe@gmail.com

 

Desarrollado por: Asesorias Web
s
s
s
s
s
s